Chico Santos, artista plástico londrinense volta à cidade após percorrer o mundo com suas obras

Foi a vida agitada da cidade grande e um trabalho estressante como diretor de arte que fez Chico Santos decidir passar oito meses de sua vida isolado em um sítio do interior do Paraná. A experiência lhe rendeu inquietação e inspiração suficientes para a criação de uma exposição artística que rodaria o mundo: Invasão. Desde então, suas obras têm tido recepção positiva da crítica ao questionar o crescimento urbano em meio às paisagens naturais. Durante outubro e novembro, suas mais novas peças em madeira, que giram em torno da mesma temática, chegam ao Centro Cultural Sesi/AML. Uma ótima oportunidade para os londrinenses terem contato com uma produção artística local que tem feito sucesso internacionalmente.

A narrativa visual de Chico Santos encanta por seus elementos fantásticos. Ao criar personagens com características de casas e prédios e inseri-los em paisagens naturais de forma animada, ele discute o crescimento urbano desenfreado sobre áreas verdes. Algumas de suas obras lembram o visual das favelas ou a highlight das grandes cidades e inspiram a interação do público. Várias de suas instalações estão presentes em diversos países – como Reino Unido, Rússia, China e Japão – e têm recebido prêmios em salões e mostras de arte pelo mundo, como é o caso da Screngrab da Austrália e a Bienal do Recôncavo, na Bahia.

Em Londrina, estão apresentadas instalações e uma série fotográfica produzida em parceria com Ana Stein. A mostra que teve sua abertura no dia 5 de outubro permanecerá até o dia 30 de novembro, no Centro Cultural Sesi/AML e possui entrada franca.

Data: até 30/11
Horário: terça a sábado, das 13h às 22h
Classificação: Livre
Valor: Gratuito
Local: Centro Cultural SESI/AML
Endereço: Rua Maestro Egídio Camargo do Amaral, 130 – Centro

Comments are closed.